Follow by Email

terça-feira, 6 de abril de 2010

O treinamento em diversos momentos do dia


Por Rodrigo Artilheiro*
fonte tatame

Muitas vezes o lutador se questiona: o que devo treinar na parte da manhã? E na parte da tarde? E à noite? A antiga União Soviética há muitos anos tem essa resposta.

Segundo Platonov, durante a primeira metade do dia, ou seja, de 10 às 12 horas, os novos elementos técnicos e táticos podem ser estudados com mais êxitos, porque nesse momento se observa o nível máximo das capacidades cognitivas do desportista. Nesse mesmo instante é detectado o ponto máximo do estado de ânimo, da disposição e das capacidades mentais. O auge dos índices psicológicos está relacionado com o nível máximo de cortisol e catecolaminas, que podem ser observados na primeira metade do dia.

Agora, se o seu objetivo é desenvolver força potente, coordenação e mobilidade articular, realizar o treino entre 16 e 18 horas será mais satisfatório, pois é precisamente nesse intervalo que é percebido o nível mais alto dessas capacidades motoras.

A tarefa que tem como objetivo desenvolver a resistência aeróbia será mais útil se planejada no final da tarde, das 16 às 19 horas. Nesse espaço de tempo é atingida a magnitude máxima de consumo de oxigênio, ventilação pulmonar, volume sistólico, débito cardíaco, etc... Ou seja seu coração funciona melhor nesse período do dia. Além disso, os desportistas durante esse período do dia superam com mais facilidade a sensação de fadiga e os processos de recuperação transcorrem com mais intensidade. Então, lutadores, não se esqueçam. Se forem dar aquela corridinha regenerativa e longa, entre 16 e 19 horas, seu corpo vai agradecer!



*Rodrigo Artilheiro é formado em educação física pelo Instituto Metodista Bennett, faixa-preta de judô, professor de crianças e atleta da CBLA (Confederação Brasileira de Lutas Associadas).

Nenhum comentário:

Postar um comentário